quarta-feira, 20 de maio de 2009

AO ACORDAR

Foto de Gabriel Guerrero

Eu queria
olhar-te ao acordar
e descobrir
que correntes te trouxeram
a madrugada
     Eu queria
     contar as marés
     que encheram a tua noite 
          Identificar as algas
          que se mascaram com teus cabelos
               Abrir as conchas
               onde guardas teus segredos
                    Perceber as margens
                    de onde partem teus sonhos 
                         Desvendar o mar
                         onde desaguam teus desejos
                              e… se me acordasses
                              mergulhar em ti
                              para saciar a sede
                              do rio antes de chegar
                              ao mar.

4 comentários:

Helena Branco disse...

...deixar que a vida nos embale
o sonho em cada maré...





Abraço PASSOS

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema de amor, muito bem construído cheio de cor e luz.

gostei!

beij

AnaMar (pseudónimo) disse...

Belo poema de amor.
"Desvendar o mar onde guardas teus segredos..." Lindo!

jardinsdeLaura disse...

Pas(ç)sos,

Uma lindíssima declaração de amor!
Mais palavras para quê?!