terça-feira, 2 de junho de 2009

A SURDEZ NO SILÊNCIO

Foto de latoday

Há um silêncio a encher o mundo
não se ouvem as asas das aves
que correm a Primavera
não oiço a voz do lápis
a riscar na folha de papel
são inaudíveis os rumores
das nuvens no mar das estrelas
incomoda este sossego
na pele das horas
são mudas as quietudes da ternura
na corrida das paixões
tento ouvir o bater do coração
na aproximação dos passos
o brilho das palavras
no eco do olhar
mas só me chega o silêncio do mundo
e a tua voz perde-se
na imensidão da minha surdez.

3 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

mas lembra de uma coisa.

o silêncio deixa eco.

um beij

Marta disse...

"mudas as quietudes da ternura".

gostei!

e da música também :)

mariab disse...

"são mudas as quietudes da ternura
na corrida das paixões"

perfeito.

beijos