sábado, 5 de setembro de 2009

NO POEMA

Foto de Pedro Inácio


No poema
apaixonei-me

Senti as mãos que o escreveram
como animal esgravatando a sua galeria
até chegar à luz
Vi o olhar que primeiro o leu
como censor buscando o caminho
para chegar à perfeição
Ouvi o coração que o expressou
como maestro marcando o ritmo
para chegar à elevação

No poema
apaixonei-me
porque te adivinhei
te criei
te inventei
te imaginei

Agora
ouço o coração
que bate apressado
Fecho os olhos
e com as mãos
percorro
cada verso
deste poema
por que me sinto
Apaixonado!

4 comentários:

Tia_Cunhada disse...

É bom estar apaixonado... dói mas é muito bom...

Charlotte disse...

No poema podemos fazer a nossa caminhada até à fantasia...deixarmo-nos levar para outras dimensões. Tudo fica mais leve quando o conseguimos sentir.
Bonitas palavras as deste poema...como sempre!

paletadesonhos disse...

as palavras cruzam-se as emoções e os momentos
;)

susana disse...

Poemas. Só nascem de emoções fortes.