sábado, 17 de outubro de 2009

NA URGÊNCIA DAS PALAVRAS

Foto de Piero Calucci


Na urgência das palavras
há um esvoaçar ansioso
incontrolado, arrebatado;
soltam-se como beijos,
regurgitações da alma
cegas num voo agitado.
Na ablepsia do desejo
corre a acrasia da emoção
sobre planícies de ventura;
bater de asas planado
sobre labaredas exaltadas
na irrupção dos sentimentos.
O abotoar da realidade,
oculta sob a película virtual
duma atracção ambicionada,
perscruta-se na esplanada dum olhar
estendida na gustação dum abraço
desafogando o rio no pélago celeste.


4 comentários:

AnaMar (pseudónimo) disse...

Na beleza destas palavras há uma necessidade urgente de saciar a sede de mais.

O desejo cego, abotoa a realidade neste poemar estético, em sensibilidade.

Cada vez que te leio,apetecia-me que que as palavras fossem minhas :-)
Bj...e obrigada!

Sonia Schmorantz disse...

Metaforicamente bem escrito, muito bonito!!!
abraço, lindo domingo

Luz disse...

Nesta urgência das palavras apetece continuar num esvoaçar ansioso, incontrolado e arrebatado..., deixá-las fluir como os beijos que se deixam soltar e, dizer como são urgentes as palavras que deixamos tantas vezes escapar sem dizer...

© Piedade Araújo Sol disse...

a beleza das palavras em conformidade com a foto.

gostei!

um beij