terça-feira, 7 de julho de 2009

PERCURSO DE HOJE

Foto de Gilles Bonugli

Trago os passos
num percurso sem rumo.
Ventos do passado
projectam sombras
no chão do futuro.
Deixo cair palavras.
Lágrimas e sementes.
Não sei se as bebes
se as lavras.
Não sei quem és!
Deixo-me entrar em ti
para te fecundar o prazer
de fazeres do meu trilho
o teu caminho.


8 comentários:

Gi disse...

Hoje temos um percurso safrado. ;)

Tia_Cunhada disse...

Lindo... lindo demais!

Um beijo

C. disse...

Pois é muito bom conhecer caminhos outros, de outros passos além dos nossos.
Linda, a musicalidade do seu poema!

paletadesonhos disse...

os passos das palavras cruzam o horizonte e as nuvens soltam na nossa alma ...
;)

O Profeta disse...

Mas os golfinhos continuam felizes
A cavalgar ondas de madrepérola
A Lua sorri tristemente e pensa
Haverá alguém mais perverso do que ela?
Haverá?! Há sempre uma deusa perdida
Nos labirintos da contradição
Há sempre alguém que usa a palavra amor
Soprando doce veneno ao coração

Boa semana

Ana disse...

Sem rumo, ao sabor das palavras bebidas, faço do teu trilho o meu caminho.

Teresa Queiroz disse...

...não sei se as bebes, se as lavras...


nunca sabemos .

© Piedade Araújo Sol disse...

passos plenos de sensualidade.

um poema muito belo.

beij