sábado, 16 de janeiro de 2010

NO SILÊNCIO DO MUNDO

© cm


No silêncio do mundo
sussurra um eco de sonoridades
fugitivas duma partitura
de que a natureza guarda
o segredo da composição.


Abre-se o infinito do céu

sobre um espelho tranquilo
onde a natureza mergulha
na segurança de permanecer
à superfície das águas.

Descobre-se nas margens dum olhar
a fronteira que delimita a felicidade.
Caminham-se passos novos
nas memórias desejosas de reviver.

Abrem-se na claridade dum novo dia
sonhos arremessados que não submergem,
atraídos pelo sabor dum abraço,
preso ao coro dos sentires
que se dissolve no espelho do mundo.


4 comentários:

milhita disse...

Já descobri, se me sentir estranha, desenquadrada e sofrida como agora, venho aqui e aqueço a minha alma. Não sei porquê, mas estas palavras têm sempre o poder de embalar.
Obrigada

Charlotte disse...

Um mundo tranquilizante e renovador...
Belo, como sempre!

susana disse...

"Caminham-se passos novos". É o comboio que parte. :)

Tia_Cunhada disse...

"atraídos pelo sabor dum abraço"... o abraço... sempre o delicioso abraço.

Beijo